Flamingos
O Portal dos Observadores de Aves - avesdeportugal.info
Observações de flamingos no estuário do Sado
1989
63 inds. em Janeiro (Airo 3-2)

1990
397 inds. em Novembro (Airo 2-2)

1991
211 inds. em Janeiro (Airo 3-2)

1992
398 inds. em Outubro (Airo 3-2)

1993
1591 inds. em Janeiro (Airo 4-2)

1994
1495 inds. em Janeiro (Airo 5-1)

1995
426 inds. em Janeiro (Airo 7-1)

1996
320 inds. em Janeiro (Airo 7-2)

1997
248 inds. em Janeiro (Airo 8)

2009
3000 inds. em 12 de Dezembro (Not. Orn. 407)

2010
200 inds., 29 de Abril, B. Wedderburn

2011
220 inds., 9 de Outubro, R. Tavares

2012
197 inds., 29 de Março, P. Fernandes e M. Robb

2013
1500 inds., 3 de Novembro, A. Gonçalves

2014
737 inds., 11 de Outubro, A. Gonçalves

2015
2300 inds., 24 de Janeiro, A. Heitor

2016
3000 inds., 6 de Novembro, I. Warburton

2017
650 inds., 16 de Fevereiro, I. Warburton

2018
1500 inds., 21 de Janeiro, T. Carvalho e A. Botelho

2019
195 inds., 4 de Outubro, D. Raposo e H. Costa

2020
2000 inds., 18 de Outubro, C. Miguel




No gráfico seguinte representa-se a frequência de observação de flamingos no
estuário do Sado (o gráfico diz respeito à percentagem de listas completas em
que a espécie foi registada nos concelhos de Setúbal, Palmela e Alcácer do Sal -
dados eBird). Pode ver-se que a frequência atinge valores nulos em finais de
Maio e início de Junho e que e máxima no final do Verão, com valores na ordem
dos 35 a 40%.
Os flamingos apareceram no estuário do
Sado em 1989 e desde então têm sido
uma presença regular na zona.
Tal como acontece noutras zonas
húmidas costeiras, o número de aves
presentes na área varia muito de mês
para mês e ano para ano. O número de
aves observadas supera frequentemente
o milhar, mas como a area é bastante
vasta as contagens são muitas vezes
parciais.

Para cada ano indica-se a maior
observação conhecida.
© 2009 avesdeportugal.info - todos os direitos reservados.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites